Revisão para viajar

As férias vem aí. Revise seu carro (com antecedência) para a viagem.

A maioria das pessoas só pensa em verificar itens importantes do seu carro nas vésperas da tão sonhada viagem, não é mesmo? E não deveria ser assim!

A manutenção de um carro deveria fazer parte da rotina de cada um, principalmente porque envolve uma questão muito importante que é segurança. Segurança não só do condutor, mas de outras pessoas também.

As festas de fim de ano estão se aproximando e talvez sua viagem já esteja planejada. O que acha de passar por uma oficina mecânica para dar uma checada no seu carro? Na verdade, vou falar de itens que você deve verificar sempre, no seu dia a dia.

Dicas para o seu carro

  • A primeira coisa é procurar sempre por uma oficina ou um mecânico de sua total confiança. Existem muitas delas que agem de má fé e até “inventam” alguns defeitos.
  • Verifique o estado dos pneus. Veja se estão se desgastando com muita facilidade, ou seja, estão ficando logo “carecas”? Talvez seja necessário sua troca, sem esquecer do alinhamento e balanceamento.
  • Se possível, a cada 10 dias, calibre os pneus. Se estiverem com a pressão correta, você economizará muito combustível.
  • Fique atento a qualquer barulho diferente do habitual, sua constância, se aumenta ou não.
  • Olhe sempre o manual do veículo e veja quando deve ser realizada a troca de alguns itens, como por exemplo, pastilhas de freio, amortecedores, velas, filtro de óleo, etc.
  • Veja , sempre que for abastecer, o nível de óleo.
  • Procure não andar com o tanque na reserva. Isso pode fazer com que pequenas impurezas sejam levadas para o reservatório do combustível.
  • Faça sempre a limpeza do ar-condicionado.

Vamos supor que você use seu carro todos os dias para ir ao trabalho. E seria muito chato de quanto menos espera, você ficar enguiçado no meio da rua. Pense no aborrecimento como também no custo pois terá que chamar um reboque.

Nunca deixe para dois dias antes da viagem para ver se seu carro está ok ou não. A segurança de sua família estará em jogo! Existem algumas estradas que são mais desertas e quase não podem ser encontrados postos de gasolina ou talvez a cidade mais próxima ainda esteja muito longe.

É necessário se prevenir para evitar futuros problemas. A sua viagem que seria para relaxar e descansar, só vai te trazer mais estresse. Você vai ter um custo sim em verificar todos esses itens, mas pense mais à frente, quantos benefícios terá! Poderá prevenir certos problemas que seu carro possa apresentar.

E seu carro estiver em perfeito estado você fará muita economia, principalmente no consumo de combustível. Ainda mais nos altos preços cobrados nos dias de hoje. Você pode até pensar que sua viagem será para um local perto e que não vai precisar de nada disso. Pelo contrário! A manutenção preventiva de um veículo deve fazer parte da sua rotina.

Tanto faz se a viagem seja para mais perto ou mais longe. Sua segurança, a de sua família e de outras pessoas vêm em primeiro lugar. E um carro bem conservado pode durar anos e no momento de uma troca vai ser bem mais valorizado e fácil de vender.

Algumas pessoas me dizem que um carro representa como um membro da família.  E é isso mesmo. Quando apresenta algum problema, temos que levá-lo a uma oficina para corrigi-lo. Tenha isso sempre em mente! Sempre que notar algo diferente, um barulho que não havia antes, não demore para ver o que está acontecendo. Um simples ruído pode se transformar em algo muito mais sério.

Viaje com tranquilidade e aproveite ao máximo! Só depende de você!

Terrenos em Macaé

Macaé se desenvolve a cada dia e a procura por terrenos aumenta

Macaé é uma cidade do Rio de Janeiro que está em constante crescimento e com isso mais e mais pessoas estão à procura de terrenos em Macaé para comprar. É uma cidade que não deve nada a nenhuma capital do país. Podemos encontrar excelentes escolas, hospitais, aeroporto, etc e sem contar com as inúmeras oportunidades de emprego.

Alguns acreditam que seja uma ótima oportunidade para construir suas próprias casas mas outros estão com um olhar mais à frente e veem na compra de terrenos um excelente negócio para investimento. Ainda mais se for em Macaé pois áreas que hoje podem ser pouco valorizadas, a tendência é que sejam muito valorizadas.

Ainda há uma dúvida sobre comprar ou não um terreno, construir ou comprar uma casa já pronta. É claro que terrenos têm suas vantagens e desvantagens e cabe a você decidir o que realmente deseja. Você precisa observar como é a topografia do terreno pois senão ainda vai ter um gasto com terraplanagem, por exemplo.

E se chegar à conclusão de que vale a pena sim comprar um terreno, já posso te adiantar que em Macaé você poderá encontrar os mais variados terrenos, nas mais diferentes localidades.

Se você ainda está um pouco indeciso, vou te falar algumas coisas que talvez te ajudem a pôr em ação seus planos:

  • Primeiramente, ao construir uma casa você gastará bem menos do que comprar uma casa já pronta
  • A casa pode ter a sua cara, você pode planejar exatamente como sonhou
  • Geralmente os terrenos um pouco mais afastados do centro tendem a ser mais baratos
  • Em Macaé, há a possibilidade de comprar terrenos em condomínios fechados que oferecem toda infraestrutura
  • O ideal é que conheça os mais diferentes bairros até saber realmente qual gosta mais
  • Muitas pessoas estão comprando agora e esperar um tempo até se valorizarem para depois vendê-lo
  • Quem sabe comprar um terreno maior, dividi-lo e depois vender os lotes?
  • Pode também construir algumas casas e depois alugar
  • É importante antes de fechar o negócio, conhecer bem a vizinhança como também questões quanto à segurança, proximidade de comércio, como é abastecido de meios de transporte, etc
  • No momento da compra, veja se a documentação está ok. O ideal é pedir ajuda de um profissional da área
  • E certifique-se quanto à idoneidade da incorporadora do empreendimento, caso o terreno seja em um condomínio

Todos nós nos dias de hoje nos preocupamos muito em relação à segurança. Então, em Macaé você vai poder encontrar terrenos em condomínios fechados e dessa forma você e sua família poderão ficar tranquilos. Uma dica super legal é conversar com moradores que já vivem ali por mais tempo. Eles sim poderão tirar todas as suas dúvidas.

Em qualquer situação onde se faz um investimento grande de capital, é necessário fazer um planejamento e analisar direitinho se esse grande passo não lhe trará problemas, principalmente os financeiros.

Tem que ter em mente que durante o período da construção, além dos custos com a obra, você precisará comer, pagar suas contas, talvez um aluguel, etc.

Em Macaé, esse setor imobiliário está voltando a se reaquecer e acredito que seja um bom momento para investir na compra de um terreno. Você pode optar mais próximo do centro ou um pouco mais afastado. Vale a pena conferir!

Tudo vai depender das suas necessidades e qual seu objetivo nessa compra. Caso tenha filhos pequenos, o melhor mesmo seria procurar por um lugar que tenha escolas, mercados como também seja de fácil acesso.

Pesquise o maior número de terrenos e em diferentes bairros. E, com certeza você encontrará o ideal. O retorno futuro está garantido!

Móveis para minha casa

Procurando móveis para o meu apartamento novo

Você acabou de pegar as chaves do teu tão sonhado apartamento e agora é o momento de mobiliá-lo, certo?

De repente tantas coisas para providenciar que você nem sabe por onde começar. Faça sempre um planejamento antes porque isso evitará que o seu orçamento estoure. Fazer uma pesquisa de preço vale muito a pena, pois aí você já vai ter uma noção geral de quanto vai gastar.

O que eu falo sempre é que os móveis que escolher devem ser os mais confortáveis e que deixem o ambiente, o mais aconchegante. Pode também comprar o básico, como por exemplo, cama, geladeira, fogão, etc e aos poucos ir comprando o resto.

Mas pode deixar que eu vou te dar umas dicas bem legais! Lembre-se que antes de comprar qualquer móvel, tire as medidas de todos os cômodos. Já imaginou comprar uma cama que não dá no quarto?

DICAS

  • Tente sempre manter o ambiente com maior espaço, e principalmente que não dificulte a circulação das pessoas
  • Tome muito cuidado, caso sua sala seja muito pequena para não comprar uma TV muito grande. Além de sobrecarregar muito o ambiente, é necessário que se mantenha uma certa distância do sofá para a TV.
  • Os móveis devem se adequar ao número de pessoas que irão usá-los, por exemplo, por que comprar uma mesa de 8 lugares se só 2 pessoas vão usar?
  • Tenha sempre em mente a praticidade dos móveis e se tiverem mais de uma função melhor, tipo um sofá cama
  • Sempre escolha móveis que combinem com a cor das paredes ou com o piso. Assim o ambiente ficará muito mais harmonioso.
  • Antes de comprar uma poltrona como um sofá, experimente para conferir se é confortável
  • Faça uma lista e priorize os itens principais, aqueles mais necessários. Talvez possa deixar aquela mesinha de canto para depois
  • Muitas pessoas visitam feiras de antiguidades e muitas vezes conseguem preços bem bons. Veja onde tem uma na sua cidade
  • Normalmente os móveis já prontos saem mais em conta dos que aqueles feitos sob medida
  • Coloque um aparador para dividir os ambientes. Fica bem interessante
  • Escolha um colchão para a cama da melhor qualidade. Vale investir para que não tenha problemas futuros de coluna
  • Se o dinheiro acabou e não deu para comprar o armário do quarto, opte por araras e depois compre o armário. Dessa forma, suas roupas ficarão mais organizadas

Agora, se você não tem muito tempo para ficar pesquisando ou mesmo ir até a uma loja, pode pedir ajuda a um decorador ou arquiteto. É claro que sai um pouco mais caro, mas talvez valha a pena porque eles que ficarão responsáveis por tudo.

Muitas vezes compramos no impulso e depois nos arrependemos. Por isso, escolha com bastante calma. Opte por cores mais neutras. Além de não cansarem, você pode abusar de objetos de decoração mais coloridos.

Sempre procure comprar móveis mais resistentes, mesmo que isso custe um pouco mais. Vai valer o custoxbenefício. Lembre-se que seu novo apartamento tem que ter a sua cara, o seu estilo. Você precisa se sentir bem!

Sabe o que muitos casais jovens fazem? Organizam um chá de panela ou chá de bar. Utensílios básicos como facas, tábuas, peneiras, etc são muito bem vindos. Móveis planejados também são uma boa pedida e nos dias de hoje, a maioria é feita de MDF. Com a planta de seu apartamento em mãos, poderá assim aproveitar todos os espaços.

E, pense sempre se não der para comprar o móvel que tanto deseja, espere! Não compre qualquer um somente para ocupar espaço.

Faça tudo do seu jeito e com certeza seu apartamento vai ficar lindo!

Onde morar em Campos dos Goytacazes

Veja, de acordo com o seu perfil, o que é melhor para alugar em Campos dos Goytacazes

Você está pensando em alugar uma casa em Campos dos Goytacazes, mas está com uma dúvida se deve mesmo optar por uma casa ou será que é melhor um apartamento?

Alugar uma casa tem vantagens e desvantagens, e você terá que pensar muito bem e aí poder fazer a escolha certa.

A melhor opção é aquela se encaixa perfeitamente nas suas necessidades e talvez até possa dizer nos seus sonhos. Tudo depende também do seu estilo de vida.

VANTAGENS

  • Se sua família é numerosa e tem filhos pequenos, o espaço de uma casa é bem maior
  • Sentimento de uma maior liberdade
  • Quem impõe as “normas” é você
  • Pode fazer as mudanças que desejar, como aumentar um quarto ou a cozinha
  • Uma maior privacidade, já que os vizinhos estão mais afastados
  • Se é apaixonado por animais, é o lugar ideal
  • Pode cultivar quantas plantas quiser e ter um lindo jardim
  • Condomínio é bem baixo, no caso de ser num condomínio fechado
  • Não há taxa de condomínio em uma casa aberta
  • Maior número de vagas para carros

Agora, se você viaja muito ou mesmo mora sozinho, o apartamento é a melhor opção. Existem pessoas que só se sentem bem quando rodeados por outras. E, geralmente os apartamentos são mais práticos, sendo mais fáceis de limpar e você não terá que se preocupar com, por exemplo, goteiras no telhado ou manutenção da fachada.

É preciso levar em consideração a localização. Pode-se encontrar casas para alugar em Campos dos Goytacazes em diferentes bairros e para os mais variados perfis. Se quer ficar mais perto do comércio, de escolas, do trabalho, etc, escolha uma mais perto do centro. Mas, se prefere um pouco mais de tranquilidade, encontrará também muitas opções.

Preste muito bem atenção se é um local de fácil acesso, com uma boa rede de transportes como também ruas asfaltadas, pois senão terá muitos aborrecimentos principalmente em períodos de chuva. Antes de alugar, procure conversar com os vizinhos. Eles são quem vão poder tirar todas as suas dúvidas, por exemplo, quanto à segurança, alagamentos, falta de luz, etc. Visite a casa em diferentes horas do dia. Assim, poderá observar a luminosidade, o barulho e mesmo a segurança.

E, existem equipamentos que podem garantir uma segurança maior nas casas como cerca elétrica, circuito interno de TV e este ligado a uma central e mesmo cachorros de guarda. Ou talvez muros mais altos. E se uma das suas maiores preocupações é com sua segurança e de sua família, o melhor é alugar em um condomínio fechado, e consequentemente com toda a infraestrutura que oferece. Você pode encontrar vários deles em Campos dos Goytacazes.

Em casas em condomínios fechados, caso você tenha filhos pequenos, podem brincar na rua, sem correr risco de atropelamentos, por exemplo. Você precisa se sentir bem!

Uma dica: selecione os bairros de sua preferência e vá separando todas as casas para alugar, que logicamente atendam às suas necessidades e logicamente que possa pagar. E quantas pessoas querem unir a moradia ao local de trabalho? De repente o espaço é tão bom que é possível montar seu próprio negócio dentro de sua casa. Desta forma, fará uma boa economia!

Depois, visite todas elas e anote os prós e contras de cada uma. Faça uma avaliação minuciosa, com muita calma e com certeza encontrará a melhor casa para alugar. Antes de alugar qualquer imóvel, seja uma casa seja um apartamento, precisa ver direitinho se combina com suas necessidades e expectativas. Não precisa ter pressa para tomar essa decisão.

O perfil de cada indivíduo que vai influenciar muito nessa escolha, como o seu estilo de vida.

Casas pré-fabricadas

Vantagens e desvantagens de construir casas pré-fabricadas

Seria interessante, em primeiro lugar, saber o que são casas pré-fabricadas. Muitas vezes também são chamadas de casas pré-moldadas, pois suas estruturas utilizam matérias pré-fabricados, usando a madeira, o aço e o concreto.

A construção com blocos de concreto tem crescido muito, mas a maioria ainda continua sendo a de madeira.

Nos dias de hoje, muito pela crise econômica que vivemos, muitas pessoas têm optado por este tipo de construção.

Logicamente que existem prós e contras, e cabe ao indivíduo analisar e chegar à conclusão se vale a pena ou não, se vai atender às suas necessidades ou não.

VANTAGENS

  • Controle de gastos

É possível saber, com antecedência o seu custo pois se tem acesso aos preços dos materiais que serão utilizados e assim torna-se muito mais precisa sua estimativa de custo.

  • Tempo menor

Já que toda a estrutura da casa é pré-fabricada, e só basta montá-la no local escolhido, isso diminui bastante o tempo de construção, muitas vezes a metade do tempo.

  • Sustentabilidade

Por serem mais ecológicas, há a redução de uso de materiais e de energia, e assim minimiza o impacto ao meio ambiente.

Pode se instalar  energia solar bem como sistemas para reutilização da água.

  • Redução de serviços no canteiro de obras

Não há a necessidade de concretagem, alvenaria e algumas instalações elétricas e hidráulicas.

  • Obra mais limpa

Por ser uma construção mais limpa, evita-se o desperdício de materiais, do entulho e principalmente os danos causados ao meio ambiente.

  • Redução da mão de obra

Como é praticamente toda construída em uma indústria, não há tanta necessidade de mão de obra no canteiro de obras.

  • Menos burocracia

As licenças e alvarás de habite-se são mais fáceis.

DESVANTAGENS

  • Custo maior

Casas pré-fabricadas geralmente têm um custo maior se comparadas às construções tradicionais. Mas se forem construídas em grande quantidade, esse valor fica mais reduzido.

  • Menos personalizada

Não podemos escolher como seria a nossa casa “ideal” , pois, por assim dizer, ela já está pronta. Nós precisamos nos adaptar a isso.

  • Maior dificuldade de alterações

Não é muito simples quebrar uma parede ou colocar uma janela. É necessário muito estudo e de preferência com o auxílio de um profissional da área ou até mesmo quem construiu.

  • Localização mais distante

Caso o local escolhido seja muito longe da indústria, seu transporte pode ficar muito caro.

  • Maior investimento

Como não é possível se construir aos poucos, é preciso ter um capital maior para dar início ao projeto.

Em relação a ter uma casa mais individualizada, várias empresas de construção estão desenvolvendo projetos para que a casa se adeque a cada perfil, a cada necessidade.

Coloque os prós e os contras no papel.

E não se esqueça de escolher bem o terreno, analise se vai ser necessário fazer alguma adaptação ou não. Veja sua localização como também se tem mão de obra disponível.

Na realidade, a primeira coisa a se fazer é escolher um terreno. Faça uma pesquisa em diferentes locais e nunca se esqueça de verificar toda sua documentação. Converse com os vizinhos para obter informações, principalmente quanto à segurança.

Verifique também se o terreno está situado em declives, em locais de fácil alagamento, se há a necessidade de nivelamento, etc. Tudo isso tem que levar em consideração.

Procure por um profissional especialista neste tipo de construção ou uma determinada indústria e faça um planejamento para saber se é viável ou não, principalmente no que se refere aos custos financeiros.

Pode ser até que já encontre o conjunto completo, uma casa pré-fabricada pronta em um determinado condomínio. Talvez valha mais a pena e possa logo se mudar. Nesse caso, não vai perder tempo à procura de um terreno.

Se o seu sonho é uma casa pré-fabricada, com certeza encontrará a sua!

Igreja de São Benedito

Qual é o melhor bairro para morar em Cabo Frio?

Cabo Frio tem sido uma das cidades mais procuradas por pessoas que desejam melhorar a qualidade de vida. Os novos moradores são principalmente cariocas que moravam em cidades maiores, como a capital, mas desejavam ir para um lugar que oferecesse menor custo de vida, mercado imobiliário valorizado e opções de lazer.

Sobre o mercado imobiliário, Cabo Frio manteve-se em ascensão mesmo nos períodos em que a crise estava mais intensa. Nesse contexto, houve mudança de perfil no comprador de imóveis de Cabo Frio, visto que antes a maior parte das casas eram adquiridas para serem convertidas em imóveis para aluguel de temporada, enquanto que atualmente as residência têm abrigado maior número de moradores permanentes.

Se você também não resiste aos encantos de Cabo Frio e está cogitando mudar-se para a cidade, é importante saber quais são os melhores bairros para morar e qual combina mais com seu perfil. Então fique de olho na lista abaixo!

Palmeiras

Bairro ideal para quem está se mudando com a família e quer muita tranquilidade. A região é calma e muito arborizada, o que representa muito contato com a natureza. Ainda que o bairro seja pacato, ele fica próximo do centro de Cabo Frio, o que pode facilitar a vida dos moradores.

Peró

O bairro Peró é um queridinho dos turistas. Grande parte dos visitantes que vão a Cabo Frio deseja alugar uma casa no local, e o número de residência de temporada ali é bastante grande.

Parte considerável da beleza desse bairro deve-se à presença de muitas das praias mais famosas de Cabo Frio, como a Praia das Conchas e a Praia do Peró.

A maior desvantagem é a distância do centro, ainda que o acesso seja fácil. Este bairro é ideal para quem deseja morar num lugar mais badalado, em especial durante a alta temporada. Já quem quer tranquilidade deve afastar-se um pouco da região.

Braga

Prepare o bolso se você gostar do bairro Braga, prepare o bolso. Trata-se da riqueza de Cabo Frio. O IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) é simplesmente o maior do estado, assim como a média da renda per capita. Tudo isso valoriza muito o bairro.

Além das questões econômicas, o Braga abriga elementos muito importantes de uma cidade, como a Prefeitura Municipal e o Fórum.

A vida turística da região é bastante intensa, já que a Praia das Dunas, uma das mais famosas e procuradas, localiza-se no bairro. Sem dúvidas um excelente bairro para morar, mas de elevado custo de vida e necessidade de orçamento capaz de pagar aluguel alto ou adquirir residência valorizada.

Portinho

Este bairro possui características semelhantes ao bairro Palmeiras. Região tranquila, clima agradável e arborização garantida, é ideal para quem quer viver longe da intensidade dos locais mais movimentados de Cabo Frio.

Apesar da tranquilidade, o Portinho oferece opções de vida cultural e boa infraestrutura, estando próximo do centro e sendo local de fácil acesso.

Passagem

Um bairro histórico e charmosíssimo, espécie de marco zero da cidade. A paisagem é tranquila, mas também há movimento, já que ali estão muitos restaurantes e bares.

O bairro da Passagem é imperdível para toda pessoa que esteja visitando Cabo Frio, em especial para os amantes da arquitetura colonial.

Se você está interessado em comprar ou alugar um imóvel em Cabo Frio, seja terreno, casa ou apartamento, acesse o portal Ei Imóvel.

Varandas

Varandas, a grande paixão dos cariocas

Foi-se o tempo em que a varanda era considerada uma área praticamente esquecida nas casas ou apartamentos isso porque, principalmente nas cidades cariocas, ela é uma excelente área para descanso, além de fazer parte da área social da residência, e ainda há pessoas que integra esse ambiente com a sala de estar de sua casa, fazendo com que tudo fique ainda mais agradáveis e acolhedores.

Por essa razão, é importante que você faça a decoração da varanda de acordo com o ambiente de sua casa, assim, haverá mais harmonia em seu lar, o objetivo é que os ambientes “se conversem”, dando a sensação de que um cômodo da casa complemente o outro, incluindo a varanda.

A vantagem desta integração entre os ambientes é a sensação de que a casa é bem maior, aumentado assim, mesmo os apartamentos e casas com menor metragem. Além disso, essa é uma forma de levar para dentro da sala, o espaço de lazer e descanso.

Os benefícios de ter uma varanda em casa

Se você é carioca sabe o quão agradável é passar o final de tarde sentado na varanda com a família, comendo alguns petiscos e falando banalidades, fazendo com que esse seja o “cantinho” especial da família, ou mesmo para ficar sozinho, apenas pensando na vida.

Essa é considerada uma das áreas da casa mais agradáveis para o lazer com a família, e mesmo que ela seja pequena, ainda é considerada o melhor ambiente da residência, além de ser exigido por praticamente todos os compradores que haja essa área na casa ou apartamento.

Como fazer a decoração da varanda?

Hoje em dia, a varanda não é mais considerada uma área inútil da casa, e cada vez mais as pessoas tem se dedicado a fazer uma decoração mais aconchegante, tanto para uso próprio quanto para receber amigos e convidados.

E por menor que seja o espaço de sua varanda, você pode usar sua criatividade e otimizar um espaço pequeno, com uma decoração personalizada.

Nesse ambiente você pode abusar da criatividade, ou simplesmente usar móveis que você tenha em sua sala, como sofás, cadeiras, mesas de centro, poltronas, mesas laterais, além de espreguiçadeiras, bancos, poltronas e futons, compartilhando assim as áreas de sua casa.

Você ainda pode decorar sua varanda de forma paisagística, utilizando técnicas como as de jardim vertical, plantas de apartamento, árvores frutíferas ou ainda uma horta em casa, assim além de decorar, você irá levar mais verde para sua casa.

Deixando sua varanda mais verde, além de contribuir para a melhora do meio ambiente, sua casa ainda ficará mais aconchegante e fresquinha nos dias mais quentes.

Outra sugestão para otimizar o espaço é considerar uma decoração de varanda envidraçada, principalmente se a região que você mora tem períodos de chuvas.

Você pode ainda usar móveis usar com tratamento impermeável, assim eles ficarão mais resistentes às chuvas e às horas de sol. Outra ideia para a decoração da sua varanda é o uso de materiais naturais, pisos e revestimentos de madeira, mármore, pedriscos, móveis de ratan, madeira de demolição ou pallets.

Varanda Gourmet

Uma forma de decoração que está bastante em alta no universo da decoração são as varandas gourmet.

O interessante desse tipo de decoração é que você pode receber seus amigos e familiares não apenas para um bate papo, mas também para um jantar em dias mais quentes, por exemplo.

Dependendo do tamanho de sua varanda, você pode colocar até uma churrasqueira para aproveitar as tarde de domingo com os amigos assistindo os jogos de futebol.

O que você acha das varandas decoradas? Usa algum tipo de decoração diferente? Compartilhe conosco!

Casal brigando

Divórcio e imóveis: qual é a divisão?

O processo de divórcio, mesmo que seja amigável, costuma ser bastante estressante e desagradável para ambas as partes.

A divisão de bens e dívidas do casal gera dúvidas e conflitos, mas tudo isso pode ser facilmente resolvido, em especial se os dois têm consciência prévia do que diz a lei e não buscam informação apenas depois de optarem pela separação.

A divisão de imóveis (e qualquer outro bem e dívida) depende de três itens: pacto antenupcial, regime de casamento ou de união estável e momento em que o bem foi adquirido. Entenda abaixo as possibilidades.

Comunhão universal de bens

O casal que opta pela comunhão universal de bens deve, por lei, dividir tanto o que se tinha no momento do casamento quanto o que foi conquistado posteriormente, não importa por qual das partes. Assim, não importa se o imóvel foi adquirido apenas um dos cônjuges e antes do casamento, pois passa a ser compreendido que aquele é, a partir do casamento, um bem comum.

A mesma prática de divisão vale para as dívidas do casal, de modo que cada um fica responsável por cinquenta por cento do que se deve.

A divisão total de bens não exclui sequer os bens herdados por uma das partes durante o casamento, os quais passam a integrar o patrimônio do casal e entram no processo de partilha.

Comunhão parcial de bens

Trata-se de regime mais comum de partilha de bens, pois os casais costumam julgá-lo mais justo do que a partilha universal.

Neste caso, o casal que se divorcia deve receber exatamente metade de todos os bens conquistados após o casamento. O mesmo vale para as dívidas contraídas no período de matrimônio: metade dela vai para cada um.

A exceção aqui são os bens herdados durante o período de casamento, os quais não são considerados como bem comum do casal e não integram o processo de partilha.

Separação total de bens

A opção dos ricos. Aqui, a divisão é completa, de maneira que cada um tem direito apenas ao que conquistou individualmente, tanto antes quanto durante o casamento, não existindo a concepção de bens adquiridos em conjunto.

Imóveis financiados

Ainda que pareça um problema ter um imóvel financiado quando o amor acaba e o divórcio chega, o problema é de fácil resolução. A prática mais comum é a venda do imóvel e a divisão exata do valor conseguido por ele.

Caso uma das partes deseje permanecer no imóvel, a alternativa mais simples e comum prevê que ela pague pela parte de seu ex, tendo em vista o que os dois pagaram até o momento. Depois, quem ficou com o imóvel assume o restante da dívida.

Os casais optam menos por essa segunda opção porque nem sempre o credor financeiro aceita que o financiamento seja transferido apenas para o nome de uma pessoa. Desse modo, aquele que não pretende ficar com o apartamento ainda tem seu nome ligado a um financiamento, o qual geralmente é de longo prazo.

Caso o casal tenha filhos, abre-se outra alternativa. Pode-se passar o imóvel para o nome da criança, que passará a ter direito a ele assim que completar dezoito anos, e nada impede que um dos cônjuges permaneça morando no imóvel até que isso aconteça.

Pacto antenupcial

O regime em que o casal se casará deve ser escolhido e firmado antes das bodas, por meio de documento registrado em cartório. Caso a casal não opte por nenhum regime, a lei automaticamente insere-os na comunhão parcial de bens.

Há exceções, claro, e nem todos mundo pode escolher. Quem opta por se casar após os setenta anos ou antes dos dezoito não pode, de modo algum, casar-se em regime de partilha total de bens

União estável

Considera-se que todo casal que mora junto há dois anos ou mais está em uma união estável.

O melhor nesses casos também é escolher um regime de partilha de bens, para evitar disputas durante uma possível separação. Um dos parceiros pode reivindicar a partilha dos bens do outro por meio da comprovação de que eles viviam junto há tempo suficiente. Tal comprovação se dá mediante a apresentação de provas e testemunhas.

Melhor evitar dor de cabeça antes da festa, não é mesmo?